quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Obrigado Tia Zarica e equipe

No último dia 16 saí do restaurante Tia Zarica. É, foi só 1 mês que eu combinei com o Marcelo, afinal, tenho que aproveitar o tempo antes do término do curso para ganhar o máximo de experiência que eu conseguir.


Quando entrei no Tia Zarica, não esperava aprender muita coisa, pois era um self service "simples" de comida mineira. Fui para ver a dinâmica de uma cozinha de perto, como se comporta uma equipe, fornecedores, como é lidar com a pressão do tempo e a correria. Não esperava aprender nada de culinária, apenas de restaurante.

Engano meu, muito mais que aprender sobre restaurantes, aprendi com toda a equipe muito  de culinária, dicas que me auxiliarão em qualquer tipo de cozinha. Cortes e preparos de carnes e legumes que não vimos e não veremos no Senac; segredos preciosos da Tia Zarica, sim ela existe e é uma senhora super simpática de 75 anos, para o preparo da nouvelle cuisine mineira, se é que existe este termo. rs Mas mais que tudo isso, aprendi o quanto devemos ser rápidos na cozinha. Daí o motivo de eu ter me cortado tanto nos primeiros dias.

Uma coisa é sanitizar 2 pés de verduras em casa, com a maior tranquilidade do mundo, no restaurante eram 10, 20 pés de alfaces, agrião, rúcula, etc. Lembro que no 1º dia gastei mais de 2h limpando tudo isso, achava que nunca mais ia acabar. Depois já estava fazendo em pouco mais de 1h. Uma coisa é preparar alguns quilos de carne, outra é limpar, rechear e temperar 6 lagartos, 20kg de costelinha, 5kg de costelão, 4 línguas, 8kg de carne de panela. E você não está lá só para isso, enquanto prepara as carnes, o almoço está sendo serviço, tem que fazer a reposição das saladas, auxiliar a pessoa que está no fogão, colocar as massas para assarem...Isso você não aprende na sala de aula, só indo pra cozinha mesmo. 


Buffet quente: diariamente 2 tipos de arroz, 2 de feijão, massa, 
uns 4 tipos de carne + guarnições

Buffet quente diariamente: 3 tipos de legumes, batatas fritas, 
15 molhos de couve, bolinhos de legumes, etc.

Buffet de salada: 15 tipos de saladas

Buffet de salada: 3 tipos de frutas, tomate e alface 
+ saladas compostas + Dinéia escondida entre o buffet


Cozinha do Tia Zarica: muito bem estruturada!

Cozinheiros: Jussara - Saladas, Nequinha - Carnes e Carla - Chef

Eu e Adriano - "O Cara" - quase um sous-chef
Colega de sala no Senac -  além de me salvar diariamente, me ensinava truques o tempo todo


Ficou com água na boca com esse buffet, né? rs O Tia Zarica fica na rua Pouso Alegre, 919, Floresta, Belo Horizonte. Dá uma passadinha lá, aconselho ir na segunda-feira, dia do meu prato predileto: língua recheada ou no fim de semana para comer uma feijoada completa.


Abraço,

Felipe Tavares

3 comentários:

ju disse...

ADOREI AS FOTOS. SAIBA QUE COZINHAR SE APRENDE COZINHANDO E É ISSO QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO. PARABÉNS!
HORRORIZEI COM A COZINHA DESSE ÚLTIMO NAVIO EM QUE VIAJEI. 3780 PASSAGEIROS, 1800 TRIPULANTES, CAFÉ DA MANHÃ, ALMOÇO, CHÁ DA TARDE, JANTAR EM GRANDE ESTILO E CEIA DA MEIA NOITE. A PIZZA É A PARTIR DAS 15 HORAS ATÉ O AMANHECER.
INACREDITAVELMENTE TUDO FUNCIONA CRONOMETRADO E SEM FALHAS. E QUANTO ESTILO E SOFISTICAÇÃO!
COMO? NÃO SEI LHE DIZER....

Diego disse...

Bom Dia

Gostei do seu blog. Só tenho uma pergunta, para quem quer começar na carreira de gastronomia e não reside na cidade onde ira cursar, como superar as dificuldades e custos em aluguel, etc... sera que é melhor morar nas residencias que os restaurantes oferecem?

abraço

Felipe Tavares disse...

Diego,

Os salários para quem está começando na cozinha costumam ser bem baixos, por isso, talvez seja melhor morar nos albergues que os restaurantes/hotéis costumam oferecer para seus funcionários...

Obrigado pela visita e boa sorte!

Abraços

Related Posts with Thumbnails