sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Confrariaaaa!!

Em uma época muito, muito distante, tivemos mais um encontro da Confraria. Para falar a verdade, há mais de 2 meses... Desculpa gente! Como já tinha falado, os últimos encontros foram temáticos e em duplas. 

O tema sorteado para o Rodrigo e a Luiza foi comida brasileira. Eu estava botando a maior pressão nos dois, afinal são sabores que já conhecemos, ingredientes que vemos na nossa cozinha diariamente e eu queria saber como eles iriam "transformar" tudo isso em um almoço do nível dos nossos encontros.

Cheguei quando eles estavam montando a entrada, que dava um trabalho danado para enformar: terrine de batata baroa com requeijão e coulis de morango. 


Batata baroa(mandioquinha amarela para quem é de outra região rs) é uma delícia, o requeijão não era desses comuns, era daquele em lascas, tipo caseiro, delícia também! E o coulis dava um toque mais que especial.

No primeiro prato eles me surpreenderam mais que nunca. Vi que tinha algo verde sendo refogado na panela com carne seca e perguntei o que era. MAXIXE! Oi?! Maxixe?! Há quantos anos eu não vejo, não como e não vejo ninguém cozinhando com ele. Para que não sabe, maxixe é um bicho ou seria legume? kkk Brincadeira, de acordo com minhas pesquisas super fundamentadas(#not), é uma hortaliça da família da abóbora e do pepino. Dá uma olhada nele:

Nem faz carinha de nojo que é uma delícia!

Eles fizeram um "refogado" com maxixe, carne seca e tomates que eu não parava de comer nunca. Para completar, ainda tinha vários tipos de molhos de pimenta para acompanhar que eu nunca tinha provado na vida. A cada garfada, eu dava uma suspirada... 

Esta pimenta estilo criptonita...Delícia!

Eu queria comer mais maxixe, mas me avisaram que ainda tinha outro prato. Respirei, fumei um cigarro e voltei para aquele prato que seria o ápice do dia, aquele que depois de comer você só quer deitar e ficar lembrando dele para sempre. 

Ai você pensa que é um caviar beluga, um foie gras, uma trufa branca de Alba...Não, meus pratos prediletos e gostos são bem mais modestos, mas nem por isso menos deliciosos!

Ragú de pernil cozido na cerveja preta com angu! YEAH! \o/ 


Acho que nesta vida de cozinha a gente vai comendo tantas carnes exóticas, combinações inusitadas, peixes e frutos do mar que eu nem imaginava que existiam, massas, risotos diferentes, entre outros, que quando comemos algo que nos lembre da infância, de um fogão à lenha num sítio, da comidinha da mamãe...I die! E morri feliz, o angu estava com um sabor tão bom, mas tão bom, que nem precisava do ragú. Mas quando juntava aquele "anguzinho", com o pernil super saboroso e uma pimentinha, não esquece a pimenta! Oh, lord! Me dá este angu na veia?! Pode ser? Maravilhoso!

De sobremesa ainda foi servido uma seleção de brigadeiros, que eu não sabia que era um doce brasileiro e sagu. Mas nesta hora eu ainda pensava no angu e comi pouco. Acho que o angu desorientou todo mundo, porque nem foto dos brigadeiros o Diogão tirou. =) 


Abraços brasileiros,

Felipe Tavares

4 comentários:

Isabela disse...

Oii Felipe, sempre leio seu blog mas nunca comento, mas depois desse angu com pimenta não resisti, você não consegue a receita? Fique morrendo de vontade de experimentar...

Felipe Tavares disse...

Isabela,

Realmente este angu ficou maravilhoso!

Vou pedir a receita para os cozinheiros deste dia e coloco aqui nos comentários pra vc, tá?

Obrigado pela visita e comentário!

abs

Isabela disse...

Oii Felipe, ainda estou esperando a receita do angu. Não desisti. :)

Anônimo disse...

felipe,esqueceu do blog cara?faz tempo q nao tem coisa nova...abrç

Related Posts with Thumbnails